Cibercomunidades: O Poder e os novos modelos de auto-organização

O Poder, no sentido da capacidade de criar e executar a lei, olha para os fenómenos de auto-organização comunitária como algo de perigoso e acima de tudo inconsistente na sua estrutura de liderança.

Na verdade, apesar da evolução tecnológica, as instituições de Poder associados à gestão de um País, ou melhor, da comunidade que habita no perímetro desse espaço geo-político, mantêm ainda uma estrutura organizacional/modelo de gestão baseada numa hierarquia rígida e de concentração do Poder em algumas Instituições-chave (Parlamento, Governo,…).

wordle-programa-governo-2011

No entanto, com exponencial aumento das redes sociais, surgem com frequência novos fenómenos de auto-gestão comunitária que não estão dependentes da acção do Poder, antes exercem os seus membros a sua própria capacidade de limitar a acção.

Neste caso são os próprios membros da comunidade que podem tomar decisões e de se expressar verdadeiramente superando os modelos de governação apenas baseado no voto ou numa atitude passiva perante os serviços que o Estado disponibiliza.

 

Referências:

http://seminario10anosdepois.wordpress.com/2010/01/16/moeda-e-%E2%80%9Cgratuidade%E2%80%9D-a-economia-da-doacao-e-do-melhor-estar/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rep%C3%BAblica

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s